Elementos

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Jantar de Natal




Posted by Picasa

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Jantar de Natal

Jantar Convívio de Natal 2008, do Grupo de Forcados Amadores de Beja.

Decorreu em ambiente de são convívio e fraterna amizade o Jantar de Natal, promovido pelo Grupo de Forcados Amadores de Beja, no passado Sábado, dia 13 de Dezembro. A Pousada de São Francisco, acolheu numa das suas lindas salas para o agradável repasto, para além de inúmeros forcados actuais antigos forcados, ganadeiros, aficionados e amigos do Grupo, cuja boa disposição, simpatia e calor humano, em muito contrastava com o ambiente exterior de muito frio (ou não se estivesse no mês de Natal).
Esmerou-se a organização do evento para que tudo estivesse em “seu sítio”: Pensamos ser justo, deixar aqui uma palavra de estímulo e agradecimento às grandes amigas e aficionadas LENA CAVACO e CATARINA MARTINS, pela forma sempre empenhada como acompanham a vida do Grupo: Também esta realização teve o seu “toque”, obviamente não esquecendo outras colaborações. Não nos cabe a nós falar em nome do Grupo, mas mesmo assim, pelo temos presenciado, ousamos dizer-lhes: BEM HAJAM, MUITO OBRIGADO e CONTAREMOS SEMPRE CONVOSCO!
Entenderam e muito bem a Organização e Direcção da Associação, aproveitar a oportunidade para homenagear e distinguir algumas figuras relacionadas com o Grupo de Forcados Amadores de Beja, que ao longo da temporada agora finda, lhe mereceram particular destaque: Assim, premiou de forma simples e sincera: a revelação, a juventude, a amizade, a entrega, a dedicação, o forcado do ano e o prestigio, convidando algumas personalidades presentes para fazerem a entrega dos respectivos prémios aos distinguidos. O Álvaro Sampaio, foi entregue o prémio Revelação, pela sua evolução ao longo da época. O prémio Juventude foi atribuído ao forcado Ruben Leitão, o qual foi entregue pelo representante da Ganadaria Varela Crujo: Este prémio reveste-se de particular importância porquanto é dedicado ao futuro do Grupo, sendo por isso de esperar a sua continuidade.
Esteve bem a organização, quando instituiu um Prémio Amizade.... Continuou a estar bem, quando entendeu convidar alguém para entregar esse prémio: Achámos, muito simpático convidar o Sr. Ganadeiro António Lampreia para entregar o prémio muito justamente atribuído à Exma. Sra. D. Maria de Fátima Brito Paes, ilustre madrinha que muito se tem dedicado ao grupo em coração e amizade. Ao antigo forcado do Grupo de Beja, António Brito Costa, caberia entregar o prémio a José Maria Horta, alegremente conhecido nas lides por Zé Maria Brincheiro: a ele foi destinado o Prémio “Entrega” o qual expressa o reconhecimento pela sua entrega, amizade e humildade com que vive no mundo dos toiros. O prémio “Dedicação” distinguiu alguém que não sendo forcado actualmente, dedicou a vida ao grupo e sempre lhe transmitiu palavras de carinho, ensinamento e motivação: falamos de Joaquim Brito Paes, cujo prémio lhe foi entregue pela mãe do Forcado Gonçalo Valente, Maria de Deus Valente.
Forcado do Ano: João Fialho. Este prémio surge como consequência de todo o trabalho e dedicação ao longo da época: Obviamente que muitos se esforçaram por ganhar este prémio, assim sendo, espera-se que outros se façam merecedores do mesmo em futuras épocas. Achamos justa esta atribuição, na medida em que desde há tempo conhecemos a vontade, o querer e a grande humildade que caracterizam este forcado.
O prémio é merecido e espelha um exemplo a seguir: Parabéns João! Quem melhor que o cabo Manuel Almodôvar para entregar este prémio? Ninguém... só ao Manuel Almodôvar competia essa função: Parabéns também para ele pelo Grupo que dirige.
Por último foi entregue um prémio que representa a dedicação e a vida de um forcado: Sim, porque um forcado só deixa de o ser quando morre. O Prémio Prestigio foi atribuído a João Marujo Caixinha, 1º Cabo e fundador do Grupo. João Caixinha tem transmitido um infindável rol de conhecimentos e prestado toda a sua amizade e apoio
ao jovem e renovado Grupo de Forcados Amadores de Beja. Um acompanhante assíduo do Grupo, o antigo forcado José Miguel Saturnino, fez a entrega do Prémio Prestigio.
A madrinha, Exma. Sra. D. Maria de Fátima Brito Paes, uma vez mais e fazendo jus à sua amizade e dedicação, pronunciou palavras de muito apreço e simpatia para com o Grupo, fazendo igualmente a oferta de uma lembrança a todos os forcados.
Desnecessário será, referir que todas as entregas dos prémios descritos, foram sublinhadas com fortes e efusivos aplausos. Terminada a cerimónia, da entrega dos prémios seguiram-se algumas intervenções de vários forcados e convivas: Sendo os discursos alusivos à circunstância e ao grupo e porque se tornaria fastidioso, inumerar aqui todos, referimos sucintamente a intervenção do Cabo Manuel Almodôvar, o qual analisou em detalhe a prestação do Grupo ao longo da temporada e agradeceu a todos o apoio e amizade que tem dispensado ao Grupo.
Terminou assim e alegremente o Jantar de Natal do Grupo de Forcados Amadores de Beja; Desejamos que em 2009, possamos realizar de novo e com redobrada alegria e não menos glória, semelhante evento.
Para todos aqueles que tiveram a “pachorra” de ir lendo ao longo da temporada as minhas “croniquetas”, os meus sinceros Votos de um Santo e Feliz Natal.
Boas Festas …… moços ……um abraço do Joaquim Estevens 15.12.2008

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Temporada 2008

video

domingo, 7 de dezembro de 2008

Final de Época

Fim de Época – Dezembro de 2008.

Quando em 2007, este Grupo de rapazes começou a dar os primeiros passos e afirmou a sua vontade e determinação em trazer de novo às arenas o Grupo de Forcados Amadores de Beja, desde logo e como é hábito (na nossa terra) se levantaram os costumados “velhos do Restelo”: Dizendo … tal não é possível; os tempos são outros, falta-lhes a experiência, isto e mais aquilo e este, e outro, e aquele e assim e assado, desta e daquela maneira, etc. etc. Enfim… o discurso, normal e a preceito para uma morte antecipada: Mas felizmente, as aves de mau agoiro voaram para bem longe e não poisaram na nossa árvore e assim sendo não resistimos à tentação de parafrasear o poeta: O homem sonha … Deus quer…. e a obra nasce ! O homem (o Manel) sonhou …. Envolveu outros e mais outros ( e também nós) no seu sonho…., e Deus tem ajudado e a obra ai está !
Bem hajam … todos quantos têm permitido e feito esse sonho realidade. Não nos cabendo a nós agradecer, parece-nos contudo de elementar justiça, deixar aqui um registo de elevado apreço e homenagem a todas as pessoas que muito contribuíram para o relançamento do Grupo. Um particular realce e destaque para a Exma. Sra. D. Maria de Fátima Brito Paes, madrinha do grupo, que desde a primeira hora deu todo o seu apoio, carinho e amizade a estes destemidos jovens. Igualmente de registar, a simpática colaboração e ajuda de outras figuras gradas da tauromaquia regional: Assim, testemunhámos a simpatia e agrado como o grupo sempre foi recebido pelos Ganadeiros, Exmos Senhores: José Baptista Corujo, António Lampreia, Ascenção Vaz, Álvaro Domeq , António Raul e Joaquim Brito Paes e Manuel Passanha Sobral , possibilitando nas suas propriedades, treinos e contactos com reses bravas. Talvez pequemos por omissão, mas não é essa a nossa intenção, se tal acontecer, queiram fazer o favor de nos desculpar!
Cabe aqui recordar o grande entusiasmo, alegria e sã convivência nos treinos do Grupo. A constante presença de antigos forcados, amigos e aficionados, estamos em crer, muito contribuiu para o salutar ambiente de confiança que o grupo vive. Não esquecemos a ansiedade e nervosismo, próprios dos mais novos e debutantes, ( que muitas vezes se estendeu à velha guarda ) que antecederam as Corridas, da Ovibeja … de Aljustrel .. da Vidigueira … de Vila Nova …. de Entradas e a estreia na Praça José Varela Corujo, pelo simbolismo e responsabilidade que carregava, e bem assim todas as que se lhe seguiram. Marcou o Grupo presença em doze eventos, sempre com uma postura digna que, estamos certos, a aficion e a critica especializada não deixou de registar. O Grupo de Forcados Amadores de Beja, fez a sua reentrada e reaparição na Festa Brava, pautando-se sempre por sentimentos nobres: A vontade, verdade e dignidade foram marcas constantes do Grupo, o qual, soube fazer das suas fraquezas força, dissimulou o medo com mérito e valentia e perante a arrogância e vaidade de alguns, ofereceu humildade, respeito e amizade, sabendo sempre estar à altura das suas responsabilidades, defendendo e honrando condignamente a sua jaqueta.
Decorrido o primeiro ano, “agarrados” os primeiros toiros, à 1ª, 2ª ou 3ª ….. , 2008, ano de estreia, ano de apresentação; foi o inicio de um caminho que se quer longo… feito com tardes e noites de alegria e glória onde também não faltarão outras para esquecer, mas a vida no mundo dos toiros é assim: há que estar preparado, aceitando a sorte!
Pela postura que o Grupo teve até aqui, certo é que se lhe apresentem no futuro corridas mais duras, mais pesadas e de maior responsabilidade: Acreditamos e como canta o fadista no memorável Fado dos Saltimbancos: “ O Grupo não vai abaixo …. Há-de ficar sempre bem e depois de jantar também …agarra o seu pifão … ….” Assim seja e assim o esperam os seus amigos e devotos acompanhantes. Este grupo de rapazes, graças à sua simpatia e dedicação tem sabido manter à sua volta uma verdadeira legião de amigos,
apoiantes e acompanhantes. Como em tempo escrevemos, sempre que um forcado se coloca frente a um touro, o coração de sua mãe contrai-se e aperta-se: Foram inúmeras as mães que ao longo da temporada acompanharam os seus filhos nestas lides. Bem hajam! Contamos estar connvosco também em 2009.
Dispensamo-nos aqui de analisar ou comentar as prestações individuais, já que isso e à nossa maneira, comentámos e falámos em seu tempo: Achamos em nosso modesto entender, que o saldo é largamente positivo e pelo que constatámos ao longo da época, estamos em crer que o Grupo de Forcados Amadores de Beja tem valor e valores para ocupar, tal como antigamente, um lugar de destaque no livro da forcadagem nacional, para orgulho e satisfação de todos os alentejanos. Assim, associamo-nos à citação, felizmente várias vezes ouvida: Parabéns ao Grupo de Beja !
Desejando-vos Boas Festas, terminamos como sempre:
Sorte moços ……. Um abraço do Joaquim Estevens

sábado, 6 de dezembro de 2008

Jantar de Natal


O Grupo de Forcados Amadores de Beja tem o prazer de o convidar para o jantar de natal, a realizar na Pousada de São Francisco em Beja, dia 13, pelas 20h. O jantar será de gala e custa 30€/pessoa. Poderão levar convidados. O Grupo agradece sem falta as confirmações até Domingo (7/12) para 967217141 Lena Cavaco.
No mesmo dia haverá também pelas 14h um treino no tentadero da Boavista. Com os melhores cumprimentos GFAB/ Manuel Almodôvar.




Tan ter Lan tan! Ole! Parabéns ao grupo de Beja